Como melhorar sua recuperação pós-treino

450

Quem se depara com uma simples ida à academia ou com um dia repleto de treinos de alta intensidade, senti no corpo os efeitos da prática de exercícios. Para garantir a saúde e a boa recuperação pós-treino, é preciso manter o equilíbrio entre alimentação e alguns hábitos saudáveis.

 

Estamos falando de práticas simples, que se adicionadas à rotina de treinamento, podem contribuir para a recuperação e bem-estar. Engana-se quem pensa que a rotina de recuperação pós-treino começa após as atividades.

 

O ideal é que ela comece no dia anterior com o repouso adequado para que o corpo esteja descansado. Não existe número de horas ideal para que o ser humano sinta-se descansado, isso vai variar de acordo com cada organismo. Grande parte sente necessidade de dormir de 6 a 8 horas diárias, além da quantidade de horas, o importante é observar a qualidade do sono.

Recuperação dos músculos

No momento de se exercitar é preciso ficar atento à recuperação dos músculos. Quando você pratica exercícios é natural que surjam pequenas lesões no músculo. Mas não se assuste. Elas são “curadas” pelas proteínas sintetizadas por células do tecido muscular durante a atividade física.

 

Na prática, é essa regeneração que leva ao aumento da massa muscular. Mas, para o músculo se recuperar completamente, ele deve descansar por 48 horas. Por isso, não é recomendável exercitar o mesmo grupo muscular dois dias seguidos.

 

Crioterapia

Você já deve ter ouvido falar da técnica usada por alguns atletas que mergulham parte do corpo em um balde ou banheira com gelo?

 

Após a atividade física, as membranas que revestem as células musculares se danificam. Isso faz com que o líquido que se encontra dentro da nossa célula entre em contato com o músculo, o que provoca inchaço após o exercício. E como reverter isso?

 

A crioterapia funciona como uma técnica que ajuda a recuperar o músculo, a regenerar a célula e a eliminar esse líquido que é absorvido pelo músculo. Esse método consiste na imersão de uma parte do corpo em um balde ou banheira cheia de gelo logo após o exercício, por 10 a 20 minutos.

 

Durante 10 minutos de imersão no gelo, os vasos sanguíneos se contraem. Depois desse período, a circulação sanguínea na região aumenta e a musculatura relaxa. No corpo, isso diminui a inflamação muscular e, consequentemente, dores após a atividade física.

 

Carboidratos

Visto como vilão para quem deseja perder peso, ingerir porções de carboidratos antes ou depois dos exercícios pode ajudar a diminuir a intensidade das dores.

 

O carboidrato, em forma de glicogênio, é responsável por fornecer energia ao músculo. Durante o exercício físico, os estoques dessa substância praticamente se esgotam, mas precisam ser repostos. Para que isso aconteça, o ideal é consumir alguma fonte de carboidrato, até 30 minutos depois do treino.

 

Hidratação

Para o sucesso pós-treino, é primordial manter o corpo hidratado a todo o tempo. Para treinos mais longos, bebidas isotônicas também são recomendadas. Quando você bebe água, elimina as toxinas do seu corpo e preveni a desidratação. Vale lembrar que um corpo desidratado tende a sentir mais dor muscular.

 

Alongamento/Massagem

Se você pratica atividades físicas com regularidade deve ter os alongamentos como amigos. Eles são responsáveis por aliviar a dor muscular, uma vez que o método contribui com o relaxamento do músculo e com uma maior irrigação dos vasos sanguíneos na região, que passa a receber mais nutrientes, melhorando o processo de regeneração muscular.

Deixe uma resposta