Exercícios intensos fortalecem sistema imunológico, diz estudo

496

Pelo menos uma vez na vida, muitos de nós ouvimos dizer que fazer exercícios intensos, como correr uma maratona, pode deixar mais predisposto a pegar doenças e infecções. Mas ao contrário do que sempre foi falado, um novo estudo demonstra que, na verdade, atividades de forte impacto aumentam a proteção imunológica do nosso corpo, fortalecendo a defesa contra doenças.

 

Realizada por cientistas da Universidade de Bath, no Reino Unido, a pesquisa jogou por terra a conclusão de artigos publicados ainda nos anos 1980. Na época, após analisarem corredores da Maratona de Los Angeles, nos Estados Unidos, estudos constataram a relação negativa entre exercícios e a imunidade, já que muitos dos atletas ficaram doentes nos dias seguintes à prova.

 

Na época, a explicação dos pesquisadores é de que isso ocorreria pelo fato de que as células do sistema imune sofrem duas alterações importantes durante o exercício.

 

No começo, elas podem se multiplicar em até 10 vezes na corrente sanguínea, especialmente as que defendem infecções; depois do esforço físico, porém, sofrem uma queda brusca, supostamente deixando as defesas do corpo defasadas.

 

Dados do novo estudo da Universidade de Bath demonstram que na realidade não é isso que ocorre: as células imunológicas não são completamente exterminadas, apenas mudam de lugar, saindo de veias e artérias e concentrando-se em órgãos que precisam de proteção, como os pulmões.

 

Exercícios intensos não devem ser evitados

Depois de analisar e comparar os dois resultados levando em consideração às novas descobertas e considerando todos os benefícios da atividade física à saúde, como a redução do risco de doenças cardiovasculares e diabetes, os cientistas concluíram que não devemos evitar a prática de exercícios intensos por medo de prejudicar o sistema imunológico.

 

O que enfraquece o sistema imunológico?

Exercícios intensos fortalecem sistema imunológico, diz estudo
Exercícios intensos fortalecem sistema imunológico, diz estudo

Existem outras situações em que o risco de pegar uma infecção é muito maior, como ficar em lugares fechados com grande concentração de pessoas, ter hábitos alimentares que não são saudáveis e conviver com o stress.

 

O excesso de álcool, também pode enfraquecer o nosso organismo. O comprometimento prolongado dos nossos sistemas pode afetar diretamente a imunidade.

 

Existem ainda os casos de pessoas que não tem um sono adequado, com cerca de 6 a 7 horas por noite, podem ter seu sistema imunológico afetado.

 

Alimentos que ajudam a proteger

Existem alimentos que ajudam a nos proteger de doenças, melhorando a defesa do corpo. Confira quais são:

– Iogurte de Kefir – é rico em probióticos importantes para a produção das células do sistema imunológico;

– Sementes de girassol –  possui grande quantidade de vitamina E, que é antioxidante, ajuda a proteger as células do corpo contra substâncias tóxicas, radiação e os radicais livres;

– Morango – rico em vitamina C, aumenta a produção das células de defesa do corpo, aumentando assim a resistência a infecções;

– Salmão – rico em omega 3, ajuda na regulação de algumas células imunológicas e é anti-inflamatório;

– Ostras – são ricas em zinco, que atua na reparação dos tecidos e na cicatrização de ferimentos.

Está ficando doente com muita frequência e não sabe o motivo? Agende uma consulta médica. Achou importante saber que exercícios físicos intensos não prejudicam o nosso organismo? Compartilhe esse artigo com os amigos!

Deixe uma resposta