Alimentos probióticos e prebióticos: saiba a diferença

0
243

Você já deve ter ouvido um desses nomes, mas sabe o que cada um significa? Existem  alimentos que além de matar a fome têm a capacidade de promover benefícios ao organismo e, por isso, são conhecidos como funcionais. Esse é o caso daqueles alimentos prebióticos e probióticos, saiba a diferença.

 

Os probióticos são produtos cheios de bactérias saudáveis. Alguns iogurtes, queijos e o leite fermentado fazem parte da classe – também é possível encontrar probióticos em sachês e cápsulas. Os bichinhos, como lactobacilos e bifidobactérias, favorecem o trânsito intestinal, cooperam para o aproveitamento de vitaminas e defendem a região de intrusos.

 

Já os prebióticos podem ser definidos como o alimento para as bactérias da microbiota trabalharem direito. O sistema digestivo não consegue quebrar as fibras das comidas de origem vegetal, caso da cebola, do alho e da aveia. Os micróbios devoram esses compostos e, a partir deles, produzem substâncias benéficas à nossa saúde.

 

A verdade é que graças a eles podemos melhorar a nossa digestão e fortalecer o sistema imunológico para combater tanto as infecções, como muitos outros tipos de doenças.

 

Quais alimentos consumir?

Entre os probióticos, poderíamos dizer que, após o kefir, o chucrute é o segundo alimento mais benéfico para a nossa flora bacteriana. Iogurte, sopa de missô, chá de kombucha, azeitonas e chocolate negro também fazem parte desse time.

 

Os prebióticos como as alcachofras também são muito saudáveis para o nosso fígado. Ela é um dos alimentos prebióticos mais adequados por conter em sua composição entre 3% e 20% de inulina, um dos prebióticos mais frequentes. Raiz de chicória, alho, banana e cebola também são indicados.

 

Gostou de conhecer a diferença destes alimentos? Agende uma consulta comigo para colocá-los na dieta. Compartilhe com os amigos!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here