Alimentos que não podem faltar na mesa dos idosos

798

A ciência investiga os efeitos de alimentos específicos na saúde das pessoas na terceira idade. É possível chegar à melhor idade com saúde, desde que os idosos insiram na dieta os alimentos com todos os nutrientes necessários.

 

Assim como qualquer pessoa, os idosos precisam de uma dieta adequada às suas necessidades pessoais. Por isso, sempre que possível, é fundamental procurar ajuda de um médico nutrólogo.

 

Isso ocorre porque cada pessoa tem as suas particularidades e isso deve ser levado em consideração no momento de montar o cardápio ideal. Por exemplo: de maneira geral, a gordura é uma substância que não é recomendada para os idosos, já que ela pode possibilitar o aparecimento de doenças cardiovasculares, como o infarto e o AVC.

 

Por outro lado, a restrição de gorduras não é indicada para aquelas pessoas que apresentam baixo peso ou pouco apetite. Isso porque, nessas situações, a adição de alimentos um pouco gordurosos — desde que não seja em excesso — é uma forma de aumentar o valor enérgico das refeições, o que ajuda o idoso a ganhar peso e ficar mais forte.

 

Diante disso, é fundamental criar um cardápio diário que considere as necessidades pessoais do idoso, assim como possíveis doenças ou problemas que ele pode apresentar.

 

O que não pode faltar na mesa dos idosos

 

Pensando em tudo isso, separamos 7 alimentos que não podem faltar no cardápio dos idosos, vejamos:

 

1.Leite e derivados: Prefira os leites desnatados e os queijos brancos, esses contêm pouca gordura e facilitam a digestão, no caso se for alérgico ou não gostar, pode optar por brócolis e couve por exemplo.

 

2.Carne branca (peixes e aves): Segundo os estudos, os idosos que comem peixes tem maior expectativa de vida, pois o ômega 3 reduz o risco de morte por doenças cardíacas. Vale lembrar que antes do cozimento, retire a pele das aves, na carne do frango por exemplo, encontramos uma enorme variedade de vitaminas, especialmente as do complexo B, fora outros que são fundamentais para os órgãos internos.

 

3.Fontes de vitaminas, minerais e fibras: pepino, berinjela, abobrinha, chuchu, cenoura, limão, laranja, goiaba, manga, entre outros.

 

4.Água e sucos naturais: A hidratação adequada ajuda no funcionamento do intestino, colabora para uma pele, unha e cabelos mais bonitos. Mantenha uma garrafa de água sempre a mão e evite os famosos refrigerantes, mesmo os diets e lights!

 

5.Cereais integrais: Além de fornecer energia, contém fibras que contribuem para o funcionamento do intestino e no controle da absorção de açúcares e gorduras. É recomendado consumir alimentos como: arroz integral, cevadinha, grão de trigo no almoço e jantar; pães integrais, cereais integrais, entre outros no café da manhã e lanches intermediários.

 

6.Frutas, verduras e legumes: Principais fontes de vitaminas e antioxidantes, são essenciais para o equilíbrio do corpo, sistema de defesa e prevenção de doenças. Inclua um destes alimentos em todas as refeições.

 

7.Castanhas: Fontes de antioxidantes, minerais e gorduras boas, também colaboram com a saúde e sistema de defesa. Inclua esses alimentos nos lanches intermediários em mix de castanhas e frutas secas ou em receitas como: salada, grelhados e sobremesas.

 

Gostou do nosso artigo? Compartilhe com os amigos!

 

Deixe uma resposta