Os benefícios da ocitocina na sua saúde

5552

A ocitocina é um hormônio produzido no cérebro, que tem papel importante para facilitar o parto e a amamentação. Ela também é conhecida como hormônio do amor, devido ao seu papel para a melhora do humor, da interação social, diminuição da ansiedade e aumento da ligação entre parceiros. Mas pesquisas revelam que a substância pode ajudar aqueles que desejam se livrar de quilos indesejados.

 

No homem, este hormônio é capaz de diminuir a agressividade, deixando à tona sentimentos de generosidade e social, embora sua atuação seja muitas vezes bloqueada pela ação da testosterona.

 

Recentemente pesquisas avaliam os possíveis efeitos da ocitocina em áreas do cérebro que controlam o apetite. Em um estudo com ratos de laboratório, injeções de ocitocina os fizeram comer menos e reduziram seu peso.

 

A influência do hormônio no nosso comportamento e fisiologia se origina no cérebro, e em seguida, ele é transferido para a glândula pituitária e liberado na corrente sanguínea. Os receptores de ocitocina são encontrados em células em todo o corpo.

 

O nosso organismo produz naturalmente ocitocina. A preparação do parto em mulheres é a forma mais conhecida, mas hoje se sabe que ao perceber sensações de toque, carinho, conforto nosso corpo fabrica ocitocina, seja em mulheres ou homens.

 

Nosso corpo produz ocitocina?

Portanto, uma boa forma de auxiliar seu organismo a produzir ocitocina é estar perto de pessoas de quem você gosta e compartilhar momentos agradáveis com elas. Sim, o amor está no ar e é também um hormônio!

 

Mas existem alimentos que podem auxiliar na produção de hormônio ocitocina. Proteínas: elas possuem boas doses de triptofano, que funciona ajuda na formação da serotonina. Além de carnes, ovos, leite e derivados, está presente no grão-de-bico, ervilha e feijões.

 

Chocolate: o cacau possui carboidrato e triptofano, que estimulam a produção de serotonina no organismo. “Prefira os tipos meio amargo ou com 70% de teor de cacau, já que esse tipo tem também poder antioxidante”, afirma a nutricionista Camila Mendes de Abreu.

 

Aveia: além do triptofano, contém selênio, que colabora para a produção de energia no organismo.

 

Banana: a fruta possui carboidratos, que estimulam a produção de serotonina; e vitamina B6, essencial na hora da condução dos impulsos nervosos.

 

Milho: o grão é rico em carboidratos e também em vitamina B6

 

Vegetais com folhas escuras: couve, brócolis, rúcula e outros vegetais com folhas escuras são ricos em ácido fólico, que também ajuda a liberar serotonina no organismo.

 

Oleaginosas: nozes, castanhas e amêndoas possuem magnésio, cobre e selênio, uma tríade que ajuda a diminuir o estresse e melhora a memória.

 

Laranja, maracujá e jabuticaba: as três frutas são ricas em vitamina C, que combate o cansaço e o estresse do organismo.

Viu como a ocitocina pode ser estimulada por alguns alimentos? Compartilhe esse artigo com os amigos!

 

 

 

Deixe uma resposta