Dieta do HCG e os riscos para a saúde

0
1019

Seis em cada dez brasileiros estão acima do peso. Não é de hoje que chegam ao consultório dietas restritivas que prometem muito. Centrada em um consumo calórico baixíssimo e na utilização de hormônio da gravidez, a dieta HCG é mais uma a prometer uma grande perda de peso em um curto espaço de tempo. Mas será que ela realmente funciona? Existem riscos para a saúde que você precisa conhecer.

 

Funciona assim: só vale consumir 500 calorias por dia. Isso mesmo, você leu certo. Para que seu corpo agüente é preciso injetar diariamente o hormônio hCG (na sigla em  inglês), que também pode ser manipulado na forma de pílula de uso sublingual.

 

Produzido naturalmente durante a gravidez, ele mobiliza as reservas de gordura da mãe para alimentar o bebê. Na prática o hormônio simula uma gestação durante a dieta e faz com que o nosso organismo busque energia até nos lugares mais difíceis, onde se esconde a gordura localizada.

 

Nesse período, com duração de 23 a 42 dias, os exercícios – até os mais leves são interrompidos para economizar energia. Depois de um mês você perde até 15 quilos sem pisar na academia. Mas o preço é muito alto.

 

Quais os riscos da dieta HCG para a saúde?

 

A dieta HCG causa alterações no sistema nervoso central, o que leva a sonolência, indisposição, mau humor e confusão mental. Tem mais: sem glicose, principal combustível do cérebro, o raciocínio fica lento – prejudica seu desempenho no trabalho, sua atenção nas conversas com os amigos. Irritação e intestino preso são sintomas que aparecem com freqüência.

 

O hCG entra em cena para reduzir os contratempos. Como ele leva as células a procurar energia estocada fora dos músculos. Ao fazer uma bioimpedância, teste que avalia a composição corporal, percebe-se só a redução de gordura.

 

Mas não existe comprovação científica desse poder do hormônio. O que ocorre no organismo é que ele emagrece rapidamente, mas corre o risco de fraqueza e anemia, pois deixa de ingerir a dose mínima de nutrientes necessária para manter o organismo saudável.

 

O hCG é aprovado apenas para tratar infertilidade feminina e masculina e deficiências hormonais em homens e crianças. Ele aumenta o risco de tromboembolismo, a formação de coágulos de sangue capazes de bloquear veias e artérias, especialmente em pessoas obesas.

 

É por isso que antes de começar esse tipo de dieta arriscada para a saúde é preciso consultar um especialista. Agende uma consulta para que eu indique uma dieta que atenda todas as suas necessidades hormonais.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here