Diferenças entre nutricionista e nutrólogo

1
776

A preocupação com a saúde tem levado homens e mulheres, de variados perfis e diferentes idades, a procurar especialistas em alimentação. O objetivo é receber orientações referentes a inúmeros assuntos que se sentem à mesa com a gente, diariamente, como obesidade, ganho de massa muscular, melhoria de hábitos alimentares…

E não para por aí: ter mais disposição e melhorar o desempenho esportivo também são preocupações da vida moderna, e são itens intimamente ligados ao modo como comemos – e, também, ao que comemos.

Mas, na hora de procurar um profissional, muita gente fica na dúvida: nutricionista ou nutrólogo?

Essa confusão é comum, já que os nomes são bem parecidos e dizem respeito a profissionais especialistas em planejamento alimentar. Mas, apesar de atuarem na área da saúde e serem complementar nos trabalhos, nutricionista e nutrólogo são profissões diferentes. Cada uma delas possui características que precisam ser esclarecidas para que os pacientes busquem a orientação adequada àquilo que necessitam.

Para simplificar, digamos que os dois tipos profissionais atuam com ferramentas semelhantes, mas enfoques diferentes. Ou seja, enquanto o nutricionista se aprofunda em tomar medidas, checar hábitos e prescrever rotinas de alimentação, o nutrólogo avalia as deficiências nutricionais do paciente, faz o diagnóstico e prescreve a reeducação alimentar de acordo com a análise desses dados.

Mas, para que não haja dúvidas, vou explicar melhor as duas profissões logo a seguir.

Qual é o trabalho do nutricionista?

Para trabalhar nessa área o profissional precisa ser graduado em Nutrição. Ou seja, fazer quatro anos de faculdade e podendo se especializar em outras linhas, como nutrição clínica, esportiva, funcional, pesquisa e indústria alimentícia, dentre outras.

O nutricionista se dedica à promoção, recuperação e manutenção da saúde, estudando os alimentos e os efeitos que eles produzem no organismo. Uma de suas atividades recorrentes é a prescrição de dietas visando reeducação alimentar.

Mas, para além disso, o nutricionista tem outras atribuições, como definição e acompanhamento de refeições coletivas em escolas e empresas, a inspeção à qualidade dos produtos, assim como a higiene e preparo dos alimentos.

A procura por esse profissional se dá quando a pessoa está com a saúde em dia, mas quer ter uma alimentação balanceada ou perder peso.

Nutrólogo: o que é e o que ele faz?

Uma das principais diferenças entre essas duas profissões está na graduação.

O nutrólogo é formado em medicina e, posteriormente, faz especialização em nutrição, sendo responsável pelo diagnóstico e tratamento de doenças relacionadas ao comportamento alimentar, como diabetes, anemia e obesidade, dentre outras patologias.

Ao contrário do nutricionista, que não pode solicitar exames ou prescrever medicamentos, o nutrólogo o faz: pede testes de laboratório, receita tratamentos orais, quando necessário, tudo isso além de avaliar a quantidade de nutrientes presentes no organismo e decidir o protocolo de tratamento a partir daí.

O nutrólogo pode até fazer o encaminhamento de seu paciente para outras áreas da medicina, como gastrenterologia e endocrinologia, sempre que julgar necessário.

As atividades do nutrólogo são bem abrangentes e podem envolver:

  • Prescrição de dietas específicas para cada tipo de doença ou disfunção alimentar;
  • Determinação de nutrição parental a pacientes hospitalizados;
  • Acompanhamento de pacientes no pré e pós-operatório com doenças crônicas, degenerativas e que necessitam de cuidados específicos;
  • Fazer implantes hormonais intradérmicos que melhoram a qualidade de vida de pessoas com queixas de cansaço, desânimo e queda da libido;
  • Acompanhamento de pacientes em processo de emagrecimento, fazendo uso de terapia medicamentosa que se adapta a cada indivíduo;
  • Identificação de possíveis erros alimentares e hábitos de vida que contribuem para a deficiência do quadro nutricional do paciente;
  • Acompanhamento de atletas.

Quer um exemplo? Um dos motivos mais comuns para alguém buscar a ajuda de um nutricionista ou nutrólogo é a vontade de emagrecer. Nesse caso, o nutricionista pode até prescrever dietas; mas se o problema for clínico, somente um médico nutrólogo pode descobrir a causa e tratar o problema pela raiz.

Assim, ele vai solicitar exames que levem a um provável diagnóstico não só da situação atual, mas, também, daquilo que levou o paciente a ganhar peso, como disfunção na tireoide, ovário micropolicístico ou doenças provenientes da obesidade, como alteração da glicose, colesterol alto, ácido úrico ou triglicérides.

Nutricionista e nutrólogo são ambos importantes, e o que vai fazer o paciente optar por um e outro é sua necessidade de momento.

Caso você precise de tratamentos nutricionais que harmonizem saúde, beleza e autoestima, te convido a conhecer o Instituto Ferreira Mattos, onde trabalho como médico nutrólogo.

Então, se quiser saber mais sobre como um nutrólogo pode te ajudar a viver melhor, entre em contato e venha me fazer uma visita.

1 COMMENT

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here