O que te impede de seguir uma dieta hoje?

1
677

Quantas vezes você já depositou toda a expectativa de começar ou recomeçar a dieta com força total em uma segunda-feira? O fim de semana passou, você comeu tudo o que tinha direito e…. não conseguiu retomar a rotina alimentar como deveria.

Quando essa falha se torna um hábito, em médio prazo, você tende a ficar desmotivado com os resultados que não estão sendo alcançados, e adiar ainda mais os planos de seguir uma dieta. Até que a rotina desregrada se manifeste em um resultado expressivo na balança, é comum ver muita gente se sabotando. Mas, pode acreditar: correr atrás do prejuízo é um desafio muito maior do que manter a dieta em equilíbrio.

Isso significa reconhecer que, em algum momento, “escapadas” vão acontecer. Você, provavelmente, não conseguirá manter a dieta 100% do tempo. E tá tudo bem. Como costumo dizer aos meus pacientes, se você faz 80% certo, não são os 20% de escapadinhas que vão te prejudicar.

Ter consciência de nossas limitações, quaisquer que sejam elas, é muito importante. Já notou como o seu estado emocional tem influência sobre seus comportamentos em relação a alimentação? No caso das mulheres, por exemplo, o período pré-menstrual pode se tornar um pretexto justificável para atacar os doces. Mas, uma vez definido um objetivo, esse seria apenas um desvio de um caminho.

Agora, outra pergunta: quantas vezes você já saiu de uma consulta com um nutricionista ou nutrólogo com sua dieta em mãos e não conseguiu colocá-la em prática?

Isso ocorre porque, muitas vezes, o profissional não pergunta ao paciente sobre as suas preferências e hábitos alimentares. Sendo assim, quando a pessoa se depara, por exemplo, com a orientação de comer 5 nozes no café da manhã, se ela não gosta de castanhas, essa já é uma restrição que ele se impõe para não iniciar a dieta.

Acredito que é necessário trabalhar com possíveis substituições dentro do que já faz parte da realidade individual de cada paciente para que a dieta seja exequível. E vivo a medicina do jeito que acredito. Por isso, incentivo meus pacientes a tomarem suas decisões alimentares por si mesmos, motivando-os a descobrir novos sabores e alegrias dentro de comidas mais saudáveis, mas que eles gostem.

“Mas eu não tenho tempo”

Essa é a desculpa mais recorrente de quem adora se sabotar… se você não tem tempo de cuidar da sua alimentação, você não terá muito tempo para viver bem. #verdadesinconvenientes

Por isso, se a sua rotina é muito corrida, comece a se planejar para ter uma vida mais regrada. Uma dica é tirar algumas horas do final de semana para preparar e congelar as refeições da semana seguinte. Esse método, além de econômico, é prático – e, em pouco tempo, será parte fundamental da sua rotina.

Se ocorrer algum imprevisto e você precisar comer fora, faça boas escolhas no restaurante. Opte sempre pelo que há de mais saudável.

Precisa de uma mãozinha para seguir a dieta? Atualmente, existem muitas empresas especializadas em marmitas fitness e/ou saudáveis com a opção de combos semanais, em que você consegue garantir as principais refeições para todos os dias da semana sem precisar ir para a cozinha.

Consulte um especialista

Por fim, ressalto, mais uma vez, a importância de consultar um especialista para te ajudar a seguir firme e forte com seus objetivos corporais.

Um acompanhamento pode te ajudar a identificar melhor sua necessidade e traçar um plano eficaz para alcançar seus objetivos. No caminho, tome bastante cuidado: a internet está cheia de dietas “milagrosas” que podem colocar a sua saúde em risco.

Se não quiser se render ao amadorismo ou às dicas falhas, um nutrólogo é a melhor solução. E, se eu puder melhorar sua rotina alimentar, conte comigo!

 

1 COMMENT

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here