Como aliar treino e alimentação

0
300

No inverno, manter a dieta pode ser um desafio até para os mais disciplinados. Essa dificuldade se explica porque, em baixas temperaturas, nosso corpo precisa de fazer um esforço a mais para se manter aquecido.

Para suprir essa demanda, a vontade de consumir alimentos calóricos torna-se maior.

As academias também costumam ficar mais vazias nessa época do ano. Para quem treina de manhã, levantar da cama quentinha para ir para a academia é uma tarefa difícil. Quem costuma se exercitar a partir do fim da tarde, quando a temperatura tende a cair, também precisa focar mais na força de vontade, pois o banho quente e o edredom tornam-se ainda mais convidativos.

Mas, entre Agosto e Setembro, isso começa a mudar. Por mais que o friozinho permaneça até a chegada oficial da primavera, a consciência pesada vai bater de forma quase coletiva, e as academias encherão novamente. Na tentativa empenhada de correr atrás do prejuízo e retomar o shape para o verão, muitos vão jurar (mais uma vez) fidelidade à vida fitness.

Como eu posso prever isso? É um fenômeno recorrente que observo em consultório nesse período do ano. Geralmente, nesses meses mais frios, a maior parte das pessoas acredita ter pretextos suficientes para descuidar tanto da alimentação quanto da frequência das atividades físicas.

Nessa situação, um questionamento comum feito pelos pacientes está relacionado à frustração de ter perdido os resultados que foram alcançados com tanto esforço antes do frio chegar.

O que sempre procuro explicar, e que também serve como consolo em muitos casos, é o fato de treino e alimentação andarem juntos. Uma alimentação equilibrada associada à prática regular de exercícios beneficia qualquer objetivo: emagrecer, aumentar a massa magra, definir a musculatura… mesmo quem não tem um objetivo tão ligado à estética, mas busca maior qualidade de vida, consegue tirar proveito se resistir um pouquinho mais às investidas do tempo frio.

Alimentação + Treino = Sucesso

Vejo a combinação de boa alimentação e exercício físico regular como um ciclo: uma boa rotina alimentar proporciona nutrição, fortalece a imunidade e consequentemente, te deixa mais disposto para executar os treinos com melhor desempenho.

Em contrapartida, também não adianta pegar pesado na academia ou fazer horas de aeróbico se a sua alimentação não está adequada para recompensar seu esforço físico.

É por isso que, quando se trata de ter resultados através do foco e da disciplina corporal, o acompanhamento de um nutrólogo é tão fundamental quanto o do personal ou instrutor da academia. Prometo que, se você não se descuidar nessas duas frentes, vai ter o resultado sonhado bem antes do que imagina!

Precisa de ajuda para se manter firme no seu propósito? Vamos conversar sobre eles! Espero ajudar você a conseguir todos os seus objetivos! Agende sua consulta aqui no Instituto Ferreira Mattos para batermos um papo e encontrarmos a solução “menos sofrida” para você. 😉

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here