Tratamento ortomolecular funciona?

0
82

Viver mais e melhor é o desejo de todo mundo. A preocupação com a saúde é um tema bastante discutido, fazendo com que as pessoas busquem tratamentos para uma melhor qualidade de vida.

Contudo, a medicina convencional nem sempre é a primeira opção, já que os seus efeitos colaterais podem causar dores e desconfortos. É por isso que a busca por terapias alternativas, como a ortomolecular, ganha espaço e adeptos em várias partes do mundo.

Você já ouviu falar em medicina ortomolecular?

O tratamento ortomolecular ajuda na manutenção da saúde e tratamento de doenças, tendo como princípio o uso de nutrientes integrados à dieta. Ela promove o equilíbrio corrigindo as moléculas do organismo.

A preocupação da medicina ortomolecular é com o corpo humano de forma geral, e não apenas com as “partes”. O objetivo dessa especialidade é fornecer quantidades necessárias de minerais e vitaminas a ponto de melhorar os ciclos metabólicos. Como vantagem, retarda o processo de envelhecimento.

O termo ortomolecular foi usado pela primeira vez nos anos 1960 para fins de tratamento psiquiátrico, em estudos da quantidade certa de moléculas para melhoria da saúde.

Com o passar do tempo, pode-se constatar que a finalidade da medicina ortomolecular é investigar anomalias orgânicas e psíquicas, já que muitas de suas causas são relacionadas às deficiências de vitaminas, nutrientes e radicais livres.

Através de suplementação, a medicina procura corrigir esse desequilíbrio com minerais, ácidos graxos, vitaminas, probióticos e outras substâncias antioxidantes.

Combate aos radicais livres

Um dos grandes vilões do envelhecimento chama-se radicais livres, moléculas instáveis produzidas pelo próprio organismo. Contudo, sua produção exagerada, em função de maus hábitos, pode ser tóxica para a saúde do corpo.

Com a terapia ortomolecular é possível não só retardar o envelhecimento, mas, também, atuar nas questões estéticas, como flacidez, gordura localizada e manchas.

Os benefícios podem ser muitos, já que o corpo corresponde ao restabelecimento do equilíbrio químico do organismo, principalmente ao eliminar toxinas, radicais livres e metais pesados.

Benefícios do tratamento ortomolecular

A nutrição é aliada importante da saúde e da qualidade de vida, sendo base para a terapia ortomolecular. Ou seja, o tratamento realizado tem como objetivo a desintoxicação e o equilíbrio por meio da alimentação.

Os benefícios dessa terapia são muitos e podem ser notados no dia a dia:

  • maior vitalidade das células;
  • maior rendimento metabólico;
  • melhora no tratamento de doenças respiratórias;
  • combate aos radicais livres;
  • redução das medicações específicas para qualquer doença;
  • auxílio ao emagrecimento;
  • redução do tempo de recuperação da doença;
  • potencial de ser complementar a tratamentos de câncer;
  • ação preventiva contra outras enfermidades.

A medicina ortomolecular age de dentro para fora, corrigindo desvios nutricionais e fazendo com que o corpo reaja positivamente às mudanças. Dessa forma, um dos princípios do tratamento é substituir alimentos industrializados pelos in natura, dando preferência a produtos integrais, desnatados, peixes e clara de ovo.

Mas, para saber como isso funciona na prática – e, principalmente, se o tratamento ortomolecular é o mais indicado -, o paciente precisa ser avaliado por um médico nutrólogo.

Quer iniciar a terapia ortomolecular ou saber mais sobre ela? O Instituto Ferreira Mattos está de portas abertas para te orientar no que for preciso.

Entre em contato e agende sua consulta!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here