Benefícios dos alimentos vermelhos

1551

Você já parou para pensar que, dependendo da cor de um alimento, os nutrientes ingeridos em uma refeição vão ser diferentes? Assim, quanto mais colorido for o seu prato, mais vitaminas e minerais você vai ingerir.

Entre esses nutrientes saudáveis se encontram os alimentos vermelhos, altamente ricos em licopeno – substância responsável por conferir a eles, justamente, a cor vermelha.

O que talvez você não saiba é que o licopeno, além de combater os danos celulares, é um antioxidante extremamente poderoso. Seu pigmento reduz o risco de desenvolvermos doenças cardiovasculares e alguns tipos de câncer – principalmente o de próstata.

Entre os alimentos ricos nessa substância se destacam a melancia, a cereja, a framboesa, a pimenta, o morango, o tomate e a goiaba vermelha.

Por que adicionar alimentos vermelhos na dieta?

Um dos principais motivos para adicionar o licopeno na dieta é o fato de que alimentos vermelhos tem, também, a presença de antioxidantes, entre eles o ácido elágico e a antocianina.

O ácido elágico evita alterações celulares causadas, geralmente, pelos radicais livres, grandes responsáveis por causar diversas doenças – dentre elas, o câncer.

A antocianina, por sua vez, é um flavonoide com poder imunoestimulante. Ela pode ser ótima ao sistema circulatório, já que impede a formação de coágulos sanguíneos, evitando, consequentemente, os problemas cardíacos.

Outro ponto positivo sobre adicionar os alimentos vermelhos na sua dieta é que eles também são grandes aliados no combate ao envelhecimento precoce – quando você aparenta ter uma idade biológica acima da idade verdadeira -, graças à presença de licopeno.

Contudo, nem só de antioxidantes vivem os alimentos avermelhados. Existem diversos outros benefícios atribuídos a eles, como o alto efeito anti-inflamatório. Além disso, as frutas e os vegetais vermelhos contêm grandes quantidades de vitaminas A e C.

5 alimentos vermelhos para incluir na sua rotina alimentar

Já que as vantagens de colorir o prato com os alimentos vermelhos está evidente, é hora de saber quais são os benefícios de cada um deles. Para isso, separei cinco gostosuras vermelhas para a sua rotina alimentar:

Morango

O morango é uma fruta de sabor ácido e também adocicado, ótima opção para adicionar em sobremesas e saladas de fruta. A fruta também é uma ótima fonte de antioxidantes.

Além do ácido elágico e da antocianina, é possível encontrar no morango as substâncias delphinidin e catequina, fortalecedores das defesas do organismo. Esses dois compostos fenólicos agem diretamente contra o envelhecimento precoce.

O morango também contém propriedades diuréticas e vitamina C. Esta auxilia na cicatrização de feridas, aumenta a absorção de ferro e melhora a circulação.

Melancia

A melancia é uma fruta com 90% de água na sua composição, o que a torna ótima fonte de hidratação – e opção excelente para os dias quentes.

Ela possui expressivas quantidades de vitaminas B e C, além de ferro, fósforo e cálcio. A melancia também tem frutose, um tipo de açúcar que tem a capacidade de elevar o nível de glicose no sangue de maneira muito rápida, e pode ser consumida no lugar de sobremesas hipercalóricas.

Tomate

O tomate é uma fruta comumente presente em saladas. Ele é fonte de diversos minerais, como o potássio, fósforo, ferro e sódio, além de ter uma boa quantidade de vitaminas A, C e B.

Além do licopeno, o tomate também é composto de betacaroteno. Esse antioxidante também age contra a ação dos radicais livres, combatendo, assim, doenças cardiovasculares.

Por fim, o tomate apresenta propriedades diuréticas, diminuindo a retenção de líquidos.

Cereja

É muito comum encontrar a cereja no topo de bolos, tortas e sorvetes. Além de servir como decoração de sobremesas, a cereja traz inúmeros benefícios para a saúde.

Encontram-se na fruta ácidos naturais, como salicílico, succínico e málico. O ácido salicílico tem um alto poder anti-inflamatório, sendo usado até em alguns analgésicos.

O salicílico e succínico, ainda, expulsam as toxinas presentes no sangue e incitam as glândulas digestivas. Por fim, a cereja ainda é fonte de cálcio e vitamina A, que ajudam no fortalecimento dos ossos e na saúde da pele e olhos.

Pimenta

A pimenta, principalmente a vermelha, concentra grandes quantidades de vitaminas A e C. Além disso, entre os seus compostos, há flavonoides que auxiliam na prevenção de diversas doenças, como o câncer.

Além disso, a pimenta também possui capsaicina, composto químico que ajuda na circulação sanguínea, atuando como anticoagulante.

Gostou de saber mais sobre os benefícios dos alimentos vermelhos e quais deles adicionar na sua dieta? Compartilhe com os amigos e acesse mais conteúdo no nosso blog!

 

Deixe uma resposta