Alimentação como aliada contra a gastrite nervosa

38

Diferente da gastrite causada pela bactéria hpylori, que deve ser tratada com antibióticos, a gastrite nervosa é a combinação de uma má alimentação com a sobrecarga emocional, dois fatores que afetam grande parte da população brasileira.

A expressão “fazer das tripas coração” é a analogia perfeita para explicar a relação entre o intenso estresse e as doenças gastrointestinais. A sobrecarga mental, muitas vezes causada pela rotina pesada do dia a dia, combinada com doses exageradas de café e alimentos de fácil ingestão, como sanduíches, salgadinhos e outros tipos de fast food, causam modificações na produção de secreção ácida do estômago, o que, consequentemente, pode desencadear um quadro de gastrite nervosa.

Apesar da doença ser comum, afetando 70% da população brasileira, segundo dados da Federação Brasileira de Gastroenterologia, ela não deve ser banalizada. Os sintomas não são parecidos com uma dor de cabeça no fim do expediente e podem causar dores extremas, impedindo o indivíduo de se alimentar e fazer atividades comuns, como caminhar e respirar adequadamente. Se você está incluído nesta estatística e busca alternativas para sair dela, as informações a seguir podem te ajudar a dar o primeiro passo.

Alimentos aliados

Além de ajudar na recuperação da mucosa do estômago, alguns alimentos são ricos em triptofano, aminoácido que ajuda a metabolizar a serotonina, popularmente conhecida como “hormônio da felicidade”. Este hormônio é capaz de amenizar o estresse e a ansiedade e proporcionar maior bem-estar. Os principais alimentos ricos em triptofano são:

  • Banana
  • Peixes
  • Grão de bico
  • Couve-flor
  • Brócolis
  • Batata
  • Beterraba
  • Ervilhas

Outro alimento que também é aliado para aliviar os sintomas é o ovo cozido. Rico em zinco, ele ajuda na reconstrução da mucosa do estômago e alivia a azia e “estufamento” causado pela gastrite. No caso das bebidas, os chás de melissa, erva-doce e camomila também são aliados se consumidos sem açúcar.

Alimentos que pioram o quadro de gastrite nervosa

Já o chocolate, o leite de vaca, sal em excesso, enlatados e embutidos, café, refrigerantes e bebidas alcoólicas devem ser evitados mesmo fora do período de crise. Além de provocar mais produção de ácido no estômago, eles contribuem para o aumento da ansiedade e da “sensação de alerta”, tudo o que queremos evitar.

Deixe uma resposta